Informação, dicas e tendências ligado ao mundo dos Executivos, Universitários e Empresas.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

"Estatísticas e análise de dados: ferramenta de evolução"


Em todo negócio promissor as estatísticas norteiam os executivos ,sendo forte alicerce de seus planejamentos estratégicos, rumo a tomada de decisões mais acertivas.  E você, se utiliza dessa ferramenta?

O mercado é feito de tendências, e quem não se utiliza de dados de estatísticas como ferramenta de análise , planejamento e ação, com certeza estará fadado ao desalinhamento e perda de foco no que realmente é essencial. Quer um exemplo? Recentemente tenho observado no meu blog uma oscilação gritante em termos de acessos e procura por determinados assuntos em minhas postagens, oscilações essas que beiram a casa dos 600%...isso mesmo, 600% a mais de acessos quando eu abordo determinados assuntos. Imediatamente resolvi  fazer uma estatística onde quantifiquei o número de acessos x assunto abordado x origem geográfica. E o resultado me surpreendeu: as postagens mais lidas e que provocam esse aumento absurdo no número de acessos são aquelas de caráter comportamental e relações humanas, tendo em sua maioria o publico brasileiro, seguido dos Estados Unidos,   Alemanha e Japão.  As postagens que faço semanalmente intituladas "Executivos na Cozinha" , e que  se refere a dicas de gastronomia e nutrição, também  possuem um forte apelo , e o seu maior publico é o brasileiro, seguido de Portugal, Rússia, e Índia .
Depois, por ordem decrescente temos os assuntos referentes a empresas e mercado, marketing, cliente , produtos, franquias...realmente o resultado me surpreendeu.
Você, que é meu leitor assíduo deve ter notado que recentemente tenho abordado muito a questão comportamental, não é mesmo? E sabe por que? Porque respeito o meu leitor, e o meu maior desejo é atender  aos seus anseios. É você, leitor, quem determina a tendência do meu blog, e sua razão de existir. É claro que também continuarei a abordar os demais assuntos que tenho por hábito, porém, com uma frequência proporcional aos números que me apontaram a pesquisa. É impressionante como as questões comportamentais e de humanização nas relações são , de fato, mais que uma tendência. São uma necessidade emergente. E você, caro executivo: será que está  respeitando as tendências sinalizadas pelos seus clientes e mercado? Será que você está no caminho certo?

Tenha uma ótima semana!

Nenhum comentário:

Postar um comentário