Informação, dicas e tendências ligado ao mundo dos Executivos, Universitários e Empresas.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

"Linguagens da essência: o antes e o depois"


Conversando com amigos demos boas risadas sobre a forma como a administração era vista e conduzida antigamente. E ao final, a conclusão : a administração se transfigurou, e ficamos na dúvida se isso é uma evolução .

Não há nada mais divertido do que se sentar a uma mesa, estar rodeado de pessoas que compartilham das mesmas ideias e valores, se servir de boa comida, e jogar conversa fora. É um dos meus hobbies prediletos.
Bem, e foi assim que em  um dia desses estávamos relembrando alguns termos utilizados antigamente , demos muita risada, mas ao final, nos serviu de reflexão. Lembramos que o empreendedor de hoje, era o "homem de negócios" de ontem. Aliás, o homem de negócios de ontem não tinha uma empresa, ele tinha uma firma. Os seus funcionários, denominados empregados, não faziam horas extras, faziam "cerão" . O crediário de sua firma era conhecido como caderneta, onde se anotava o nome dos seus fregueses ( o termo  cliente  não era conhecido nessa época ) , o valor devido, e a data de recebimento. Quando necessário se teclava em uma máquina de escrever, não em um notebook, tablet, ou afim, e as tais das parcerias de hoje eram chamadas antigamente de "troca de favores".  Bem, você já deve imaginar quantas "pérolas" tiramos lá do fundinho do baú , mas ao final filosofamos muito acerca disso e, sinceramente, concluímos que aquilo que chamamos de evolução na administração é, basicamente, a inserção de tecnologia nos processos, e a utilização descomedida de termos em inglês para se dar cara nova ao que já conhecemos há muito tempo. E quanto a essência da administração? Ah, essa não muda! Não há guru da administração que consiga esse feito.  Chegamos a conclusão de que o ato de administrar é, antes de tudo, um ato instintivo e nato. Você já deve ter visto vários exemplos de sucesso de pessoas que nunca tiveram   acesso e nem imaginavam o que viria a ser  a tal da  TGA - Teoria Geral de Administração - no entanto, se tornaram , por si só, brilhantes empresários, e administram seus negócios como ninguém. E disso tudo fica uma lição : a essência é o maior valor que temos,em todos os sentidos. Ela é imutável, singular, e consistente. Ela está dentro de você, e nada e nem ninguém pode lhe furtar.. Ela até pode se moldar a novas aparências,  modismos, inovações, porém, a sua essência, que é a sua base, nunca irá mudar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário