Informação, dicas e tendências ligado ao mundo dos Executivos, Universitários e Empresas.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

"EMPRESAS FAMILIARES"


Você já trabalhou em uma empresa familiar?
Saiba que, ao contrário do que muitos pensam, as empresas familiares podem superar,e muito, as suas expectativas.

Você já deve ter ouvido muitos comentários à respeito de empresas familiares e,  em sua maioria, ressaltando aspectos negativos. Já ouví vários comentários por parte de executivos que denigrem as empresas familiares,e os principais pontos que ressaltam são a falta de oportunidade de ascenderem em seus cargos, uma vez que os cargos de diretoria geralmente são ocupados pelos membros da família;baixo nível de comprometimento , uma vez que os laços familiares "aliviam" o pêso da responsabilidade ,e que acabam por "sobrar" para aqueles que não fazem parte da família. Outro ponto que muito se comenta é a dificuldade de se apontar um erro em um membro da família,sem melindrar os demais membros,o que é muito difícil e delicado. Enfim, já escutei muito à respeito, mas gostaria de derrubar esse paradigma da empresa familiar, e todas as colocações que eu aquí fizer serão todas  fruto de minha própria experiência.
Trabalhei por quase duas décadas em uma empresa familiar, e o meu referencial desse tipo de empresa é o mais positivo e enriquecedor possível.
Primeiro, que a minha mobilidade e ascensão nunca foi prejudicada pelo fato de eu não fazer parte da família. Ingressei na empresa como Nutricionista, após algum tempo fui promovida a Gerente de Operações e,posteriormente, a Diretora de Operações. Todos os demais membros da diretoria eram familiares, mas com competência e determinação eu conseguí ocupar este cargo, e sempre fui muito respeitada . E para que você seja respeitado e reconhecido, há também de se respeitar as qualidades e diferenças alheias, há de se ter tato , porém, firmeza, para se discordar , quando preciso, e o mais importante, seja sempre honesto e transparente. Além de suas qualidades como profissional, tente ser sempre um agregador e mediador . Não seja invasivo, e tenha sempre muito claro para sí próprio que algumas regalias como férias estendidas, horários mais flexíveis, etc., são normais e corriqueiros em empresas familiares , e que você faz parte da empresa, e não da família.
Eu posso me sentir privilegiada por ter trabalhado e aprendido muito nessa empresa, além de ter tido a oportunidade de ter trabalhado com orientais. Eles sempre foram muito profissionais, disciplinados, com foco bem definido , e muito rígidos em suas cobranças, não importando se a pessoa a ser cobrada fosse um membro da família. E mais ainda: o ambiente familiar dentro da empresa acaba meio que por humanizar as relações como um todo, e tornam o ambiente até mais agradável para se trabalhar.
Então, se você tem receio e até um certo preconceito de trabalhar em uma empresa familiar, saiba que o maior problema pode estar dentro de você, e não da empresa .
É claro que não descarto a possibilidade de existirem empresas familiares totalmente desajustadas, porém, elas não vão longe. Somente as empresas familiares profissionalizadas evoluem.
Lembre-se que você estará sempre, como em qualquer outra empresa, trabalhando com pessoas.Então, o primeiro ajuste a ser feito é em você próprio, e o resto, caro executivo, vai de sua habilidade em lidar com situações e personalidades distintas. Faça muito bem a sua parte como profissional, colabore e ajude sempre, e colha os frutos merecidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário